Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diz Que Helena

A Blogger

IMG_20161016_025344.jpg

 

 

Subscrever no Sapo

helenaduque@sapo.pt _____________________________________________________________________

Livro da Blogger




Mais sobre o livro

_____________________________________________________________________

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

__________________________________________________________

[Filmes] A Rapariga Dinamarquesa (2015)

O filme dirigido por Tom Hooper e que conta com Eddie Redmayne como protagonista, conta a história real de Lili Elbe. Lili nasceu intersexual mas, à nascença, foi-lhe atribuido o género masculino e foi chamado de Einar Wegener. O filme é baseado no betseller internacional com o mesmo nome, escrito por David Ebershoff, o qual se inspirou nos diários de Elbe, 'Men into Women: The First Sex Change' (1933). 

Eddie Redmayne como Lili Elbe

 

Eu estava muito ansiosa por ver este filme! Não fazia ideia que havia um livro por trás da história, mas quando fiquei a saber, pensei logo que tinha de ver o filme antes de ler o livro, uma vez que são raras as vezes que, para mim, o filme é melhor que o livro. Desta forma, evito grandes desilusões, ficando apenas a pensar que o livro só acrescentou mais à história do filme (é uma excelente forma de enganar a mente, garanto!).

Lili Elbe e Gerda Wegener

 

Estamos na década de 20 do século XX, e o casal de pintores reconhecido encontra-se na sua casa em Copenhaga. Einar Wegener e Gerda Wegener estão casado à seis anos. Sem filhos. Até que chega o dia em que a modelo que posaria para Gerda cancela novamente, e ela pede ao marido para vestir collants, colocar uns sapatos de senhorar e segurar o vestido para Gerda poder pintar. E assim entramos no mundo de Lili. 

Uma das cenas mais importantes do filme: Einar Wegener posa para a sua esposa, Gerda

 

Este é um filme explêndido, com uma atuação fantástica tanto por parte de Eddie Redmayne (Einar/Lili) como de Alicia Vikander (Gerda). Os detalhes de cada cenário, a perfeição de Redmayne que representa um homem que se sente mulher à procura da sua verdadeira identidade, o amor verdadeiro de Gerda por Einar que suporta a sua jornada e o acompanha no seu processo de transformação, mas também que trava as suas lutas pessoais, demonstrando as suas dúvidas, impotência e, algumas vezes, frustração... Este filme é fantástico do inicio ao fim! Além da história ser fascinante, com toda a carga psicológica e emocional que um filme baseado numa história veridica tem, e de ter um elenco maravilhoso, o que me chamou também a atenção foram os cenários naturais escolhidos, todos dotados de uma beleza sofisticada. Para finalizar, a fantástica banda sonora que acompanha a mudança de Einar, assim como o processo de adaptação de Gerda, não podia ter sido melhor escolhida. Não admira quemo filme esteja nomeado para três Oscars nas categorias principais! 

2 comentários

Comentar post

A Blogger

IMG_20161016_025344.jpg

 

 

Subscrever no Sapo

helenaduque@sapo.pt _____________________________________________________________________

Livro da Blogger




Mais sobre o livro

_____________________________________________________________________

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

__________________________________________________________