Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diz Que Helena

A Blogger

IMG_20161016_025344.jpg

 

 

Subscrever no Sapo

helenaduque@sapo.pt _____________________________________________________________________

Livro da Blogger




Mais sobre o livro

_____________________________________________________________________

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

__________________________________________________________

[Livros] Brida (2006)

A minha lista de leituras para 2016 é bastante extensa e o meu objectivo no Goodreads é claro: ler vinte livros durante este ano! No entanto, enquanto a lista se adensa (todos os dias conheço novos livros e autores que quero ler, descobrir e estudar!), nem todos os destinos são doces... Há livros que nos marcam, outros nem por isso. Tambem há aqueles pelos quais não damos um tostão e se revelam viagens incriveis por mundos nunca antes visitados. Também existem aqueles cuja a parra é muita... mas a uva, pouca. "Brida", um livro do brasileiro Paulo Coelho, que foi publicado em 2006, não foi a melhor viagem que fiz através das palavras escritas. Só posso desejar que os próximos de 2016 sejam melhores!

 

Sinopse retirada de Wook

Pura e simplesmente a história de Brida – uma jovem irlandesa de 21 anos que queria ser bruxa... e conseguiu. Brida orienta-se pelas cartas do tarot, aprende a Tradição do Sol com um mago que vive isolado numa floresta e a Tradição da Lua com Wicca, uma bruxa poderosa que mora numa moderníssima casa. É sagrada bruxa num sabbat – mas não sem antes conhecer o amor na sua for-ma mais plena e de ter Fonte da Imagem“regressado” a uma vivência medieval, plena de amor e de espiritualidade.
 
O livro "Brida" foi-me aconselhado por um amigo que, além de ser tarólogo, é uma pessoa extremamente espiritual,cujas crenças se reflectem no que diz e no que faz. Aconselhou-me o livro porque estávamos a falar de Paulo Coelho e eu afirmei que queria muito voltar a ler Paulo Coelho, depois da excelente experiência que tive com o livro "Verónica Decide Morrer" (2013). No entanto, esta não foi uma das minhas leitura preferidas. Não sei se é por não ser uma crente fervosa das Tradições retratadas no livro (Tradição do Sol e Tradição da Lua), mas creio que foi mais o tipo de escrita que me desiludiu e não me cativou. O meu interesse nestes assuntos espirituais é moderado - acredito, mas tenho a necessidade que me mostrem, que me façam acreditar. Quando comecei esta leitura, não sabia o que esperar, nem sabia o que queria dizer "Brida" (não, não li a sinopse antes - my mistake). Todavia, não foi ao encontro das minhas expectativas, não foi uma leitura prazerosa da qual eu tirasse alguma informação importante ou que me entretece. Acabei por o ler todo, porque os capítulos são muito curtinhos e lêem-se bem, uma vez que são de fácil compreensão.
Penso que este livro me desiludiu uma vez que eu sou uma pessoa de descrições; descrevam uma casa com todo o detalhe possível e eu sou a vossa maior fã! Sou uma pessoa muito visual, gosto de estar no sítio através da escrita, e não consegui sentir minimamente essa sensação com este livro. Os espaços não são detalhados, nem sequer a personalidade ou as características físicas das personagens. A história de amor entre Brida e o Mago foi a parte que mais interessou, mas pecou pela falta de atrevimento e pelas acções insonsas e, na minha prespectiva, sem sentido. 
Dei-lhe 2 estrelas no Goodreads

4 comentários

Comentar post

A Blogger

IMG_20161016_025344.jpg

 

 

Subscrever no Sapo

helenaduque@sapo.pt _____________________________________________________________________

Livro da Blogger




Mais sobre o livro

_____________________________________________________________________

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

__________________________________________________________